Eventos e Notícias

Confira a agenda de eventos e faça a sua programação.

Voltar para últimos eventos e notícias
    Professora Maria Alba Cincotto ministra mini curso durante a programação do SBTA 2017
Ancorar inovação tecnológica em conhecimento científico: resposta eficaz frente aos desafios na área de argamassas

Com o objetivo de reunir e disseminar conhecimento sobre os avanços da ciência e da tecnologia aplicadas na área de argamassas de revestimento, colantes e de assentamento, o Simpósio Brasileiro de Tecnologia das Argamassas – SBTA acontece a cada dois anos. Em sua 12ª edição, na cidade de São Paulo, com programação de 22 a 24 de agosto de 2017, o evento congregou cientistas, especialistas, agentes da cadeia industrial de argamassas e construtores em torno de um objetivo comum: valorizar a produção científica para fundamentar a inovação tecnológica e o uso eficiente de argamassas no mercado brasileiro.

Reconhecido como principal evento do país e tradicionalmente promovido pelo Grupo de Trabalho (GT) Argamassas da ANTAC - Associação Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, em parceria com o Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica - USP e com a ABAI - Associação Brasileira de Fabricantes de Argamassa Industrializada, o SBTA é fruto de iniciativa pioneira desempenhada pela professora do Departamento Maria Alba Cincotto.

Sempre em defesa do mérito científico, tanto para o avanço tecnológico, como para a prática mais eficaz de uso da argamassa no dia-a-dia do mercado da construção, a professora Maria Alba Cincotto, do Departamento, é a cientista que concebeu e liderou o processo de criação do SBTA, no âmbito do GT Argamassas da ANTAC, tendo realizado o primeiro evento em 1995, em Goiânia.

Em 2003 foi a vez de São Paulo sediar o evento e, naquela ocasião, houve a proposição do “Dia do Construtor”, voltado aos anseios dos empreendedores atuantes no mercado. Essa parceria academia-mercado inspirou a criação do CONSITRA - Consórcio Setorial para Inovação em Tecnologia de Revestimentos de Argamassa.

Resultante da percepção sobre a necessidade de gerar, reunir e difundir conhecimento científico direcionado ao uso de revestimentos de argamassa no Brasil, o consórcio de pesquisa CONSITRA foi oficialmente fundado em 2005. Com envolvimento multissetorial para a realização de pesquisas aplicadas, a iniciativa reuniu o Departamento de Engenharia de Construção Civil da Escola Politécnica – USP; a Escola de Engenharia Civil da Universidade Federal de Goiás; o SindusCon-SP - Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo; o SINPROCIM - Sindicato da Indústria de Produtos de Cimento do Estado de São Paulo e o SINAPROCIM - Sindicato Nacional da Indústria de Produtos de Cimento; a ABAI - Associação Brasileira de Argamassas Industrializadas; a Associação Brasileira dos Produtores de Cal; a ABCP - Associação Brasileira de Cimento Portland; e a ABRATEC - Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Construção Civil em torno de uma agenda de interesse comum até então inédita no país.

No âmbito do CONSITRA, professores do corpo docente do Departamento liderados por Vanderley John, Mercia Bottura de Barros e Rafael Pileggi, em conjunto com professores de universidades também consorciadas à iniciativa, desenvolveram pesquisas científicas que se tornaram referência fundamental à cadeia produtiva de revestimentos de argamassa. O conjunto de trabalhos realizados permite compreender o material desde a concepção da dosagem, passando pelo entendimento do estado fresco, chegando à definição de boas práticas para a sua utilização na obra, tendo-se compreendido, ainda, os aspectos relevantes a serem considerados para o correto desempenho e durabilidade do revestimento.

O CONSITRA criou, assim, os fundamentos científicos a partir dos quais os agentes da indústria passaram a desenvolver suas soluções para o mercado. Um dos destaques é para o trabalho realizado sobre a fase do estado fresco da argamassa, que gerou o método Squeeze flow. O sucesso dessa nova técnica gerou forte impacto, exigindo mudanças comportamentais por parte de diversos agentes atuantes no setor da construção e tendo culminado na elaboração da norma ABNT NBR 15839:2010 “Argamassa de Assentamento e revestimento de paredes e tetos – caracterização reológica pelo método de Squeeze flow”. Até hoje, trata-se da única norma aceita em âmbito internacional para avaliação da trabalhabilidade de argamassas, tendo em vista tanto a produtividade, como o desempenho do revestimento em longo prazo.

Frente ao desafio atual do setor, que envolve a necessidade crescente da adoção de premissas de sustentabilidade, com forte viés de preservação ambiental, a 12ª edição do SBTA ganha ainda mais visibilidade. O evento segue fortalecendo a sua identidade voltada à valorização do conhecimento científico como peça chave para ancorar a inovação tecnológica e o necessário avanço de boas práticas no mercado de argamassas de revestimento, colantes e de assentamento. Saiba mais sobre a realização do SBTA 2017 online, no web site: http://www.sbta2017.org/ .